Make your own free website on Tripod.com

Teoria de Tudo

A Origem da Dor
Home
Energia Absoluta
A Origem do Efeito Mpemba
A Origem da Força Gravitacional
A Origem da Expansão Acelerada do Universo
A Origem das Eras Glaciais
A Origem da Regeneração do Fígado
A Origem da Força das Formigas.
Eliminando o Mosquito da Dengue
A Origem dos Venenos
A Origem das Doenças
A Origem do Câncer
A Origem da Arteriosclerose
A Origem do Amor
A Origem de Filhos ou Filhas
A Origem da Dor
A Origem do Pensamento
A Origem do Sono
A Origem dos Isolantes Térmicos
A Origem dos Monumentos Megalíticos
A Origem dos Furacões
A Origem da Felicidade
A Origem dos Extraterrestres
A Origem dos Sonhos
A Origem do Mito das Loiras
A Origem do Universo
A Origem de Um Milagre.
A Origem da Inteligência
A Origem da Mediunidade
A Origem da Lei da Atração.
A Origem da Memória Akáshica
A Origem dos Pelos Pubianos
A Origem dos Desejos Insólitos das Grávidas
A Origem da Velhice
O Segredo do Perfume que Emagrece

Como é originada a dor?

Primeiramente para falar sobre a origem da dor, vamos falar de uma pesquisa científica recente: Um estudo conjunto realizado pela Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos, e pela Universidade da Irlanda em Galway revelou porque as pessoas sentem dores de cabeça súbitas quando tomam sorvete.
Estes estudos foram divulgados na revista científica online Live Science e divulgados no Brasil pela BBC.
De acordo com Jorge Serrador, pesquisador da Escola de Medicina de Harvard, quando voluntários bebiam água gelada uma artéria cerebral se abria (dilatava) provocando um maior fluxo sanguíneo. E quando os voluntários bebiam água a temperatura natural isso deixava de acontecer.

A descrição acima basta para explicarmos, independente do resultado achado pelos pesquisadores dos Estados Unidos, que ainda não foram conclusivos, a origem da dor que pode ser causada de duas maneiras.

Nosso organismo é formado por células. As células são divididas em três partes: membrana, que é a parte externa, como se fosse a casca de um ovo, o citoplasma, que é o corpo da célula, como se fosse a clara de um ovo, e o núcleo, que é como se fosse a gema de um ovo.

Na prática, sabemos que toda a dor que sentimos externamente em nosso corpo, vem através do atrito. Sabemos disso quando ralamos o joelho, cortamos a pele com uma lâmina, temos que andar descalços numa pedreira e assim por diante. O problema científico, é definir como acontecem as dores internas, qual a origem da mesma?

Graças ao Teorema de Platão, sabemos que tudo na natureza para ter movimento, precisa de energia para se mover. E é exatamente o excesso de energia ingerida por nós ou o sua falta que vai originar a dor. Vamos à explicação:

Ao ingerirmos excessivamente alimentos com muita energia, automaticamente as células aceleram seu movimento, algumas apenas um pouco de aceleração, outras com muita aceleração, dependendo de nossos órgãos. Esta alta aceleração das células provocará um maior trabalho, movimento de centrifugação, principalmente nas células que usam mais energia, como as sanguíneas e as do cérebro. Essa centrifugação causará uma pressão na membrana das células, principalmente as que utilizam mais energia pra sobreviver, como as do cérebro, causando a dor de cabeça.
Lembre-se que os voluntários do Dr. Jorge Serrador, usaram água gelada para fazer a pesquisa, e água gelada, segundo Platão descrito em nossa página Energia Absoluta, tem muita energia, por que a energia está contida no frio, assim como acontece nos sorvetes. Agora você sabe por que dói nosso nariz quando tomamos água excessivamente gelada.

Ao ingerirmos alimentos com excessiva falta de energia, temos o efeito contrário, uma desaceleração das células em nosso corpo, que não chegam a ter uma força centrípeta mas podem chegar a ter tanta desaceleração que seus elementos chegam a se atritar, e é exatamente isso que acontece, principalmente em nossas células que precisam mais de energia, como as do cérebro.

Então podemos ter dor de cabeça pelas duas maneiras, ou por duas origens. Resta agora você aprender o tipo de alimentação que você está ingerindo, com muita energia ou com pouca energia. Depois ir ao médico e descobrir se sua dor de cabeça é uma Cefaleia, Enxaqueca ou outra qualquer.

Alimentos com pouca quantidade de energia em suas moléculas: Café, Tomate, Alho, Arroz, Cebola, Jaca, Limão, Orégano, Açafrão, Brócolis, Graviola, Babosa, Azeite de Oliva, Gema do Ovo, Cacau, Cupuaçu, Kiwi, Pimenta, Goiaba, Vinho, Linhaça, Mirtilo, vários outros e o melhor de todos, Amora Silvestre. Consulte sempre um médico e um nutricionista para melhor aconselhar e recomendar os melhores alimentos pro seu organismo.

Alimentos com alta quantidade de energia em suas moléculas: Açúcar (com moderação), Manga, Abacate, Abóbora, Alface, Couve, Leite, Peixes sem a pele, Frango sem a pele, Ameixa, Macarrão, Maçã, Pera, Mamão, (Vamos logo descrever mais alguns). Consulte sempre um médico e um nutricionista para melhor aconselhar e recomendar os melhores alimentos pro seu organismo.

Para melhor conhecer o tipo de alimentação para você, consulte um médico e um nutricionista. Eles vão orientar você adequadamente.
O que pretendemos aqui é apenas demonstrar o quanto é importante o Teorema de Platão para toda a humanidade.

Observações importantes:

Quando estamos com pouca energia, como quando terminamos uma caminhada por exemplo. Satisfazemo-nos mais rapidamente bebendo água gelada, pois a energia é fria, como sabemos através do Teorema de Platão, em nossa página sobre a Energia Absoluta.

Se tomarmos um café muito quente, ele dói na língua, porque rouba a energia contida nas células desta, assim como acontece se encostarmos um ferro em brasa em nossa pele.

Muitas pessoas com dor de cabeça melhoram ao colocar uma bolsa de gelo na testa.

Beber café em excesso, pode causar dor de estômago, pois já sabemos que o café tem pouca energia em seus átomos. A solução para este caso mais usada pelas pessoas é beber leite, que sabemos, possui muita energia. Assim como dores de estômago são curadas após alguém beber uma mistura de couve com leite, pois a couve tem muita energia em suas células.

É fácil entender sobre os alimentos que possuem mais energia e menos energia pela tabela de energia que estabelecemos através do Teorema de Platão.
- A energia está no frio.
- A falta de energia está no calor.
Portanto, alimentos com muita caloria, pouca energia.
Alimentos com baixa caloria, muita energia.

Na tabela de energia gerada através do Teorema de Platão, verificamos que funciona ao contrário da científica atual, mas em compensação, através dela, desvendamos todos os fenômenos do universo, sejam de natureza orgânica ou inorgânica. Assim como desvendamos a origem da força gravitacional em nossa página A Origem da Força Gravitacional. Há uma inversão de valores no mundo científico, por isso tanta confusão em entender a origem das coisas.

mp900411674.jpg

Origin of pain.
Qual o valor do Teorema de Platão?
William Fiel, autor do livro A Origem Divina de Todas as Coisas, ISBN: 85-7062-389-5.