Make your own free website on Tripod.com

Teoria de Tudo

A Origem do Pensamento
Home
Energia Absoluta
A Origem do Efeito Mpemba
A Origem da Força Gravitacional
A Origem da Expansão Acelerada do Universo
A Origem das Eras Glaciais
A Origem da Regeneração do Fígado
A Origem da Força das Formigas.
Eliminando o Mosquito da Dengue
A Origem dos Venenos
A Origem das Doenças
A Origem do Câncer
A Origem da Arteriosclerose
A Origem do Amor
A Origem de Filhos ou Filhas
A Origem da Dor
A Origem do Pensamento
A Origem do Sono
A Origem dos Isolantes Térmicos
A Origem dos Monumentos Megalíticos
A Origem dos Furacões
A Origem da Felicidade
A Origem dos Extraterrestres
A Origem dos Sonhos
A Origem do Mito das Loiras
A Origem do Universo
A Origem de Um Milagre.
A Origem da Inteligência
A Origem da Mediunidade
A Origem da Lei da Atração.
A Origem da Memória Akáshica
A Origem dos Pelos Pubianos
A Origem dos Desejos Insólitos das Grávidas
A Origem da Velhice
O Segredo do Perfume que Emagrece

Que enigma a natureza tanto guardou a respeito deste assunto?

Comecemos pelas palavras de Sócrates, o filósofo dos filósofos.
Sócrates sempre fazia questões à respeito do que se dizia ser verdade, demonstrando que nós mesmos nos enganamos sobre o que é certo ou errado.
Ao ser interrogado sobre o seu conhecimento em relação a natureza Sócrates respondia: "O conhecimento já existe, só precisamos pari-lo"

Agora vamos ao comentário de Descartes, matemático e filósofo que permanece com suas leis sobre a natureza válidas até hoje:
"Enfim, considerando que os mesmos pensamentos que nos assaltam quando acordados também podem nos ocorrer quando dormimos, sem que nesse caso haja algum que seja verdadeiro, as coisas que até então haviam entrado no meu espírito não eram mais verdadeiras que as ilusões e meus sonhos".
Mas logo concluí que eu que pensava, era alguma coisa, mostrando esta verdade: penso, logo existo.
"Não posso negar que as ideias não existem verdadeiramente em meu pensamento, mas reconheço claramente que a natureza inteligente é distinta da corporal".

Levando em conta o dito por dois gênios da humanidade e muitos anos de pesquisa do Teorema de Platão, chegamos à conclusão de que: o pensamento não se origina no próprio homem, mas de fora dele, ou como Descartes afirma, distinta da área corporal. Eles simplesmente descobriram que existe uma memória akáshica no universo.

Isto nos leva a entender um fenômeno extraordinário e nunca explicado pela ciência: Por que gêmeos em alguns momentos têm o mesmo pensamento?

Os gêmeos normalmente são acometidos por pensamentos ou doenças que acontecem com seus pares, mesmo se estão longe um do outro, e até mesmo quando separados quando crianças e nem mesmo se conhecem.
A resposta a este fenômeno é que se o pensamento está fora de nós, como afirmou Descartes, e se temos alguém exatamente igual a nós é natural que este pensamento se divida entre as duas pessoas.

Mesmo assim poderia restar uma dúvida: por que então não pensam sempre as mesmas coisas, ao mesmo tempo?
A resposta é que, mesmo sendo gêmeos idênticos, logo ao nascer eles têm uma alimentação um pouco diferente um do outro, modificando a natureza e quantidade de energia de suas células, modificando alguns genes, ficando com alguma diferença entre eles.

Outro esplêndido fenômeno da natureza nunca explicado pela ciência: Como funciona o instinto nos animais?

Os animais silvestres têm uma vantagem sobre os homens, e como normalmente alimentam-se sempre da mesma maneira e são praticamente idênticos, têm uma vantagem sobre os gêmeos.
Como o conhecimento já existe, como dizia Sócrates, e está em área distinta da corporal, como dizia Descartes, os animais silvestres têm o poder de após o nascer, ter o conhecimento distribuído entre eles, de forma que nunca precisam como os seres humanos, freqentarem um banco de escola. Porque simplesmente o pensamento já existe e se divide entre os animais, e a isso chamamos instinto.

Agora vamos ver como o Teorema de Platão pode nos ajudar a entender como Descartes tinha razão e Sócrates também, e como isso pode nos ajudar:

Para qualquer coisa se movimentar no universo precisa de energia. Esta regra universal serve para tudo, inclusive os pensamentos. E não podemos esquecer que a energia vai sempre de onde tem maior quantidade para onde tem menor quantidade.

Sabemos que as moléculas do café tem menor energia que as nossas células como verificamos em nossa página A Origem do Câncer. E como dizia com inteira razão Descartes que o pensamento está fora de nós, para trazê-lo até nós precisamos que a energia das células de nosso cérebro percam energia para que os pensamentos que estão fora de nosso corpo, como naquelas nuvens da Internet, se aproximem mais rapidamente.

Ao ingerir as moléculas do café, ou beber uma coca-cola que também tem na sua química a cafeína, as células de nosso cérebro perdem energia, fazendo com que os pensamentos fluam melhor, ou seja, venha de onde tem maior energia, a atmosfera fora de nós para onde tem menos energia, nosso cérebro, e tenhamos melhor raciocínio, é só fazer o teste.

Alimentos que têm em suas moléculas maior energia que nossas células, não nos ajudam a ter um melhor raciocínio lógico, mas em compensação nos ajudam a reter os pensamentos, ou seja, melhoram a memória.

O Teorema de Platão pode ser usado para descobrir todos os fenômenos da natureza. Isso faz com que ele seja a maior descoberta da humanidade até hoje, e de preço incalculável, como a pintura da Monalisa, quadro de Leonardo da Vinci.

mp900411674.jpg

What is the origin of thought?
Quanto vale o Teorema de Platão?
William Fiel, autor do livro A Origem Divina de Todas as Coisas, ISBN: 85-7062-389-5.