Make your own free website on Tripod.com

Teoria de Tudo

A Origem dos Furacões
Home
Energia Absoluta
A Origem do Efeito Mpemba
A Origem da Força Gravitacional
A Origem da Expansão Acelerada do Universo
A Origem das Eras Glaciais
A Origem da Regeneração do Fígado
A Origem da Força das Formigas.
Eliminando o Mosquito da Dengue
A Origem dos Venenos
A Origem das Doenças
A Origem do Câncer
A Origem da Arteriosclerose
A Origem do Amor
A Origem de Filhos ou Filhas
A Origem da Dor
A Origem do Pensamento
A Origem do Sono
A Origem dos Isolantes Térmicos
A Origem dos Monumentos Megalíticos
A Origem dos Furacões
A Origem da Felicidade
A Origem dos Extraterrestres
A Origem dos Sonhos
A Origem do Mito das Loiras
A Origem do Universo
A Origem de Um Milagre.
A Origem da Inteligência
A Origem da Mediunidade
A Origem da Lei da Atração.
A Origem da Memória Akáshica
A Origem dos Pelos Pubianos
A Origem dos Desejos Insólitos das Grávidas
A Origem da Velhice
O Segredo do Perfume que Emagrece

Como se originam os furacões?

Os furacões se originam do mesmo modo que as chuvas, como você viu na nossa página anterior, A Origem dos Monumentos Megalíticos.
Através da evaporação de água e da condensação das nuvens. E normalmente acontece sobre os oceanos e com ventos de velocidade superior a 105 km/h, ou seja, uma tempestade.

A diferença como dissemos no parágrafo acima, é que normalmente ocorre nos oceanos, os cientistas já tentaram muitas vezes entender o por quê? Vamos provar porque o Teorema de Platão é importante para desvendar mais este fenômeno da natureza.

As nuvens ao chegar a uma certa altitude, esfriam e se condensam quando encontram um ambiente quente sobre o mar. E como precisa de energia, assim como a chuva para se deslocar sobre os oceanos, faz o mesmo caminho de toda a energia do universo, ou seja, de onde tem maior quantidade de energia, lugares frios, para onde tem menos quantidade de energia, lugares quentes, conforme afirmamos em nosso página Energia Absoluta.

A diferença entre uma chuva e um furacão, é a velocidade dos ventos e a energia liberada, que provocam normalmente grande destruição da natureza. Usam o mesmo caminho que a energia usa, através de círculos, e como a potência energética é muito maior do que as chuvas formam-se círculos enormes nas nuvens condensadas, que giram velozmente.

Agora você vai saber um segredo, que só com o Teorema de Platão poderiamos descobrir. Por que os furacões surgem nos oceanos?

Lembre-se do Teorema quando ele diz: A energia vai de onde tem maior quantidade para onde tem menor quantidade. No caso de regiões frias para ambientes quentes.

A potência instalada de um furacão para que ele seja tão forte em relação às chuvas, é que ele usa o calor gerado pelos oceanos causados pelas placas tectônicas. Normalmente essas placas ficam sob os oceanos, rachaduras entre os continentes, que trazem o calor do interior da terra fazendo com que os furacões tenham uma potência enorme e destruidora. A energia é sensível ao calor, e usa essa sensibilidade inteligentemente. E se quiser conferir, é só verificar através da Internet, onde estão as placas tectônicas e o caminho dos furacões, verá que é exatamente o mesmo.

Mais uma vez você verificou o quanto é importante para a humanidade conhecer o Teorema de Platão. Então não se esqueça de divulgar este site nas redes sociais.

mp900411674.jpg

Origin of hurricanes.
 
Quanto vale o Teorema de Platão?
William Fiel, autor do livro A Origem Divina de Todas as Coisas, ISBN: 85-7062-389-5.