Make your own free website on Tripod.com
Respostas ao Impossível
Home
Quem Somos
Entenda o Universo
Energia
Regeneração do Fígado
Natureza da Força Gravitacional
Força Descomunal da Formiga
O Mosquito e a Borra do Café
A Origem do Sono
O Mito das Loiras
Filhos ou Filhas, como escolher
A Origem do Pensamento
A Inteligência
A Origem do Amor
Por que mendigos não ficam carecas ?
Os Gênios e os Autistas
A Causa dos Suicídios
A Origem do Vício
O Segredo da Mediunidade
As Grávidas e seus Desejos
O Segredo do Perfume que Emagrece
A Origem do Ciúme
Homens que as Mulheres mais Adoram
O Segredo entre os Vegetais e a Gravidade
Os Verdadeiros Afrodisíacos
Quando a Mulher é mais Carinhosa
O Segredo do Amor Eterno
O Ovo ou a Galinha?
O Segredo da Felicidade
Quem canta, os males espanta.
O Segredo de Nostradamus
A Origem da Forma Humana
O Enigma do Tempo
A Origem do Universo
O Enigma dos Chineses
Vida após a Morte.
Vida Eterna
Origem da Convulsão
O Mármore do Inferno
Efeitos Gravitacionais
Fenômeno Poltergeist
Jovem aos 50
O Mistério do Zodíaco
O Frio dos Mortos
Origem da Premonição
A Origem dos Sonhos
A Causa da Solidão
A Música Divina
Coceiras e Cócegas
Ecosistemas
Homossexualismo
O Milagre
Corpo e Alma
Coca-cola, o segredo.
Origem da Obesidade
A Origem da Sorte
O Poder da Oração
Criação e Evolução
Cristo e Filosofia
Origem da Beleza
O Segredo da Acupuntura
O Número 07
Desafio sobre a Dor
O Enigma dos Destros
Fórmula do Universo
O Segredo das Cores
O Enigma das Árvores
Curtas
Curtas 2
Link Saúde e Doenças
Links Interessantes
Galeria de Gênios
Os Gênios e os Autistas

Um dos grandes mistérios da humanidade, está no surgimento de gênios que de vez em quando surgem para contribuir para um avanço significativo na ciência. Mais uma pergunta a ser respondida.
 
Qual o mistério dos gênios da humanidade ?

Em primeiro lugar, para entender este capítulo, você precisa ler o anterior. E também para compreender o anterior, é preciso que tenha lido todos os outros.
 
Para entender como funciona a mente dos gênios, é preciso ter o conhecimento de um grupo de seres humanos muito especiais e meigos que vamos relatar abaixo:

Os Autistas

Os autistas são seres humanos que tem uma particularidade. De repente parecem não nos ouvir ou prestar atenção em nada no que dizemos.
Geralmente os pais percebem isto na infância, e não há compreensão do que acontece com os mesmos, mesmo pela ciência.
Mas algo de extraordinário acontece com este grupo de pessoas, fazem algumas coisas com extrema precisão, e outras vezes podem sentar num piano e tocar músicas magníficas sem nunca terem ido a uma escola de arte musical, ou podem fazer cálculos de matemática como se fossem os maiores gênios da humanidade.

Como nos casos do capítulo anterior, os autistas também possuem uma quantidade de energia menor em seus cérebros, o que é provocada por maior número de neurônios ou magnitude dos mesmos.
 
Como sabemos a teoria de Descartes, entendemos agora que os autistas também recebem pensamentos muito mais que os seres humanos considerados normais. Assim podem estar conosco, mas com um pensamento tão remoto ou afastado que jamais compreenderemos.
 
A diferença dos autistas neste complexo mundo de pensamentos que muitas vezes não são os que aprenderam na escola, é que vêm de forma organizada.
Muitas vezes podem passar horas num piano, ou fazendo algum tipo de cálculo. Na maioria das vezes no entanto, passam o tempo inteiro num mundo chamado, mundo da imaginação, onde pensamentos maravilhosos, de coisas que só compreendemos através de contos de fadas. E outros que ainda nem sequer sabemos, pois só a mente maravilhosa dos autistas é capaz de receber.

Os Gênios

Os gênios estão muito mais próximos de nós em questão de neurônios, mas ainda assim possuem um pouco mais em número ou magnitude, e há ainda os que possuem menos neurônios ou menor magnitude.
 
Os gênios portanto se dividem em dois grupos:
 
Os primeiros, que possuem mais neurônios, normalmente tem em comum a dislexia, uma aparente doença provocada pela velocidade com que os pensamentos chegam ao cérebro. Muitas vezes pensam em dois ou mais assuntos ao mesmo tempo, seu raciocínio é rápido, e se distinguem no mundo das ciências exatas, mas têm péssima memória.
 
No outro caso, possuem menos neurônios, ou de menor magnitude que as pessoas consideradas normais, isso provoca um aumento excessivo de memória, são incapazes de raciocinar muito rapidamente, mas são hábeis na área das artes, principalmente a da escrita.