Make your own free website on Tripod.com
Respostas ao Impossível
Home
Quem Somos
Entenda o Universo
Energia
Regeneração do Fígado
Natureza da Força Gravitacional
Força Descomunal da Formiga
O Mosquito e a Borra do Café
A Origem do Sono
O Mito das Loiras
Filhos ou Filhas, como escolher
A Origem do Pensamento
A Inteligência
A Origem do Amor
Por que mendigos não ficam carecas ?
Os Gênios e os Autistas
A Causa dos Suicídios
A Origem do Vício
O Segredo da Mediunidade
As Grávidas e seus Desejos
O Segredo do Perfume que Emagrece
A Origem do Ciúme
Homens que as Mulheres mais Adoram
O Segredo entre os Vegetais e a Gravidade
Os Verdadeiros Afrodisíacos
Quando a Mulher é mais Carinhosa
O Segredo do Amor Eterno
O Ovo ou a Galinha?
O Segredo da Felicidade
Quem canta, os males espanta.
O Segredo de Nostradamus
A Origem da Forma Humana
O Enigma do Tempo
A Origem do Universo
O Enigma dos Chineses
Vida após a Morte.
Vida Eterna
Origem da Convulsão
O Mármore do Inferno
Efeitos Gravitacionais
Fenômeno Poltergeist
Jovem aos 50
O Mistério do Zodíaco
O Frio dos Mortos
Origem da Premonição
A Origem dos Sonhos
A Causa da Solidão
A Música Divina
Coceiras e Cócegas
Ecosistemas
Homossexualismo
O Milagre
Corpo e Alma
Coca-cola, o segredo.
Origem da Obesidade
A Origem da Sorte
O Poder da Oração
Criação e Evolução
Cristo e Filosofia
Origem da Beleza
O Segredo da Acupuntura
O Número 07
Desafio sobre a Dor
O Enigma dos Destros
Fórmula do Universo
O Segredo das Cores
O Enigma das Árvores
Curtas
Curtas 2
Link Saúde e Doenças
Links Interessantes
Galeria de Gênios
O Segredo da Mediunidade

mediunidade.jpg

Se você já assistiu o filme "Ghost, o outro lado da vida", ou qualquer outro do mesmo gênero, ou ainda assistiu em qualquer momento alguém possuído por uma alma do além, deve ter ficado curioso.
Saiba agora então a resposta da seguinte pergunta:
Como acontece a mediunidade ?

Agora que você já leu todos os itens anteriores e entendeu a origem de todos os outros fenômenos, esta resposta fica bem mais simples, e você não precisa mais se espantar com os espíritos, pois entenderá que você também participa deste conjunto.

Quem mais entende do que estamos comentando agora, são os espíritas, pois segundo a doutrina de Allan Kardec, temos cada um de nós, um pouco de mediunidade, mas não desenvolvemos este sentido para nos comunicar diretamente com os que já se foram para o além.
 
Para Kardec, as crianças têm maior poder de mediunidade que os adultos, e ele tinha razão no que dizia, pois as crianças nascem com pouca energia e por isso recebem os pensamentos de uma forma mais rápida e confusa, pois não entendem todos os pensamentos que lhes chegam à mente. Muitas vezes têm visões estranhas, e os adultos acham que é apenas tolice de criança.
 
Os seres humanos durante a sua vida seguem uma curva matemática em sua quantidade de energia. Primeiro, quando crianças, pouca energia, onde embaralham seus próprios pensamentos. Depois quando adultos, muita energia, quando se equilibram com a energia da atmosfera. Ao ficarem velhos, os seres humanos vão perdendo a energia em suas células, mas ao invés de receberem normalmente como as crianças, sua pele enrijece, dificultando o recebimento, e seus cabelos caem ou ficam brancos, refletindo a energia que tenta lhes penetrar, vinda da atmosfera.

Resposta ao enigma:

Durante toda a vida, conforme o pensamento de Descartes, recebemos o pensamento que está fora de nós e que se arremessa para nossos corpos conforme as nossas necessidades.
 
Quando morremos, nossos pensamentos ficam a procura de nossos corpos, que já não podem mais recebê-los, e por isso acabam penetrando na mente de alguém que possa lhes dar guarida, os médiuns, que normalmente variam o movimento de suas células produzindo sons em diversas freqüências, atraindo assim os pensamentos perdidos no espaço.
 
O segredo da mediunidade é que, enquanto estamos vivos somos médiuns de nós mesmos. Ao morrermos, sempre haverá alguém que possa receber os nossos pensamentos, que estarão livres dos tormentos que nossos corpos recebem aqui na terra.

Observações importantes:

O texto acima, segue a Teoria descrita no livro "A Origem Divina de Todas as Coisas", editora Thesaurus, Brasília - DF, autoria de William Fiel.
 
Uma forma prática de verificar tanto a teoria de Descartes quanto a descrita no livro acima é feita por índios da amazônia.
Em casos de afogamento, em que o corpo da vítima desaparece no fundo dos rios ou igarapés, é colocada uma vela em uma cuia sobre o rio. A cuia segue uma direção até que em certo momento para em certo local. Normalmente o corpo do afogado é achado na mesma localidade.
 
O segredo é que, como o pensamento da vítima ainda procura pelo corpo, e está perdido na atmosfera onde o corpo desapareceu, ao colocar a vela, a energia em que está contida o pensamento terá o sentido na direção da vela, cujo calor atrairá a energia. Ao passar sobre o corpo, o pensamento se fixa e a cuia fica parada momentaneamente.