Make your own free website on Tripod.com
Respostas ao Impossível
Home
Quem Somos
Entenda o Universo
Energia
Regeneração do Fígado
Natureza da Força Gravitacional
Força Descomunal da Formiga
O Mosquito e a Borra do Café
A Origem do Sono
O Mito das Loiras
Filhos ou Filhas, como escolher
A Origem do Pensamento
A Inteligência
A Origem do Amor
Por que mendigos não ficam carecas ?
Os Gênios e os Autistas
A Causa dos Suicídios
A Origem do Vício
O Segredo da Mediunidade
As Grávidas e seus Desejos
O Segredo do Perfume que Emagrece
A Origem do Ciúme
Homens que as Mulheres mais Adoram
O Segredo entre os Vegetais e a Gravidade
Os Verdadeiros Afrodisíacos
Quando a Mulher é mais Carinhosa
O Segredo do Amor Eterno
O Ovo ou a Galinha?
O Segredo da Felicidade
Quem canta, os males espanta.
O Segredo de Nostradamus
A Origem da Forma Humana
O Enigma do Tempo
A Origem do Universo
O Enigma dos Chineses
Vida após a Morte.
Vida Eterna
Origem da Convulsão
O Mármore do Inferno
Efeitos Gravitacionais
Fenômeno Poltergeist
Jovem aos 50
O Mistério do Zodíaco
O Frio dos Mortos
Origem da Premonição
A Origem dos Sonhos
A Causa da Solidão
A Música Divina
Coceiras e Cócegas
Ecosistemas
Homossexualismo
O Milagre
Corpo e Alma
Coca-cola, o segredo.
Origem da Obesidade
A Origem da Sorte
O Poder da Oração
Criação e Evolução
Cristo e Filosofia
Origem da Beleza
O Segredo da Acupuntura
O Número 07
Desafio sobre a Dor
O Enigma dos Destros
Fórmula do Universo
O Segredo das Cores
O Enigma das Árvores
Curtas
Curtas 2
Link Saúde e Doenças
Links Interessantes
Galeria de Gênios
Coceiras e Cócegas

Uma é chata, a outra engraçada. A pergunta que nos veio éa seguinte: Como surgem as Coceiras e as Cócegas?

Postado em 19/02/2004.
Apesar da procura, não achamos em nossas pesquisas a história das cócegas e das coceiras, para demonstrar de uma forma mais didática a nossa elucidação. mas podemos usar a Teoria de William Fiel para elucidar a questão.

Resposta ao enigma:

Segundo a teoria da Quantidade de Energia Absoluta dos Elementos, descrita no livro A Origem Divina de Todas as Coisas, editora Thesaurus - DF, os seres vivos só podem viver em lugares ou espaços em que há energia imediatamente superior a sua.

A energia que existe na atmosfera e no intrior de todos os corpos, segundo William Fiel, é a mesma em todo o universo, ou seja, a energia que passa nos fios elétricos de uma residência, e que nos traz conforto através de aquecedores, refrigeradores e iluminação, é também a mesma que transita em nossos corpos.

Segundo ainda o mesmo livro descrito acima, os seres vivos precisam sempre de energia para sobreviver, e essa energia, usada por todos os seres é, na sua maior parte, adquirida da atmosfera. Ou seja, mesmo quando estamos parados em um lugar qualquer, a energia que nos sustenta e que pode nos mover, vem potencialmente da atmosfera, e é a nós transferida através de nossa pele.

Podemos observar que os circuitos e equipamentos elétricos em nossas residências usam um cuidado especial para que essa energia seja usada de forma adequada. Os fios que conduzem eletricidade usam plásticos isolantes, fazendo com que a energia não se dissipe desastrosamente e siga o caminho correto até os equipamentos que vão ser acionados pelo seu movimento.

Caso haja uma falha no isolamento dos isoladores dos fios elétricos acontece algo terrível. A energia que era direcionadas a equipamentos também protegidos, vaza do fio para a parede (terra), provocando o que chamamos de curto-circuito. É a energia que vaza em uma velocidade tão grande, que resulta na queima do plástico isolante, e até da parede por onde ela passa.

Nossa pele por sua vez, faz o mesmo papel isolante, deixando passar para nossos corpos, apenas a energia necessária para nossa sobrevivência. Se exagerarmos no recebimento de energia, expondo-nos ao sol do meio dia por exemplo, ficamos com a pele queimada, da mesma forma que o isolante dos fios elétricos.

Como a energia sempre se desloca no sentido de onde há maior quantidade para onde há menor quantidade, segundo todas as teorias científicas, a energia atmosféria, segundo a teoria de William Fiel, sempre se deslocará em direção ao interior de nossos corpos.

Quando há um vazamento em nossa pele, que funciona como um isolante de nosso corpo, acontece o mesmo que nos fios elétricos, de forma contrária. A energia atmosférica passa para o interior de nossos corpos com uma velocidade bem maior, provocando a queima da pele em volta do local vazado. essa queima provoca uma pequena dor, que nos faz coçar, fazendo sem querer, numa tentativa de cobrir a parte queimada com algo que não existe.

Esses pequenos vazamentos em nossa pele, são normalmente provocados por microorganismos, como os ácaros, que se alimentam de nossa pele. Ao comer parte de nossa pele a energia da atmosfera tenta passar pela falha, provocando uma pequena sensação de queimadura e dor, que é a coceira. Picadas de muitos insetos provocam isso, como o próprio mosquito, e até picadas de injeção numa farmácia podem provocar a mesma coisa.

Cócegas são formas de passagem de energia de um corpo para outro, de uma forma menos dolorosa, ou normalmente, sem nenhuma dor.

A energia da atmosfera sempre está tentando entrar em nossos corpos. Por isso, sempre há grande quantidade da mesma ao redor de nossos corpos. Por isso quando encostamos em alguém com lugares puntiformes de nosso corpo, como os dedos, a tendência, é essa pessoa receber a energia que está armazenada ao nosso redor, funcionamos nesse momento como capacitores elétricos, prontos para disparar energia armazenada em excesso. Se o ponto onde encostarmos os dedos, forem lugares mais propícios ao recebimento da energia externa, como nas axilas, pescoço, barriga e sola dos pés, a pessoa sente o que chamamos de cócegas.

Muito mais fácil de receber essa energia transmitida pela ponta dos dedos, são as pessoas com pouca energia, que segundo a teoria do livro acima mencionado, são principalmente as crianças.

E o sorriso? Qual o motivo do sorriso ao termos cócegas?
A resposta você pode achar em um quadro montado há mais de três anos em nosso site.
Vá até a página Energia neste site. Lá você vai ver um quadro de cor verde demonstrando o que tem muita energia e pouca energia. Verá que muita energia, significa mais alegria. A energia é uma coisa boa, e nos faz feliz quando a recebemos.
O quadro demonstra que a teoria de William Fiel consegue definir, através do cálculo da quantidade de energia dos corpos, todos os fenômenos da natureza, sejam eles materiais, orgânicos ou inorgânicos, ou espirituais, metafísicos ou de qualquer outra especificação que os seres humanos derem ao que é desconhecido em nosso universo.