Make your own free website on Tripod.com
Respostas ao Impossível
Home
Quem Somos
Entenda o Universo
Energia
Regeneração do Fígado
Natureza da Força Gravitacional
Força Descomunal da Formiga
O Mosquito e a Borra do Café
A Origem do Sono
O Mito das Loiras
Filhos ou Filhas, como escolher
A Origem do Pensamento
A Inteligência
A Origem do Amor
Por que mendigos não ficam carecas ?
Os Gênios e os Autistas
A Causa dos Suicídios
A Origem do Vício
O Segredo da Mediunidade
As Grávidas e seus Desejos
O Segredo do Perfume que Emagrece
A Origem do Ciúme
Homens que as Mulheres mais Adoram
O Segredo entre os Vegetais e a Gravidade
Os Verdadeiros Afrodisíacos
Quando a Mulher é mais Carinhosa
O Segredo do Amor Eterno
O Ovo ou a Galinha?
O Segredo da Felicidade
Quem canta, os males espanta.
O Segredo de Nostradamus
A Origem da Forma Humana
O Enigma do Tempo
A Origem do Universo
O Enigma dos Chineses
Vida após a Morte.
Vida Eterna
Origem da Convulsão
O Mármore do Inferno
Efeitos Gravitacionais
Fenômeno Poltergeist
Jovem aos 50
O Mistério do Zodíaco
O Frio dos Mortos
Origem da Premonição
A Origem dos Sonhos
A Causa da Solidão
A Música Divina
Coceiras e Cócegas
Ecosistemas
Homossexualismo
O Milagre
Corpo e Alma
Coca-cola, o segredo.
Origem da Obesidade
A Origem da Sorte
O Poder da Oração
Criação e Evolução
Cristo e Filosofia
Origem da Beleza
O Segredo da Acupuntura
O Número 07
Desafio sobre a Dor
O Enigma dos Destros
Fórmula do Universo
O Segredo das Cores
O Enigma das Árvores
Curtas
Curtas 2
Link Saúde e Doenças
Links Interessantes
Galeria de Gênios
As Grávidas e seus Desejos

pregnant5.jpg

Em muitos países pode ocorrer que seja normal um prato bizarro, como é o caso da China, onde se come normalmente cobras, gafanhotos e até mesmo cães. Mas nada supera o desejo das mulheres grávidas, que desejam comer desde pratos de barro até mesmo pedaços de tênis. O fenômeno é muito estudado por cientistas, mas até hoje não hove uma explicação definitiva para isso.
Então, qual o enigma dos desejos extraordinários das mulheres grávidas ?

Você que leu desde o início os fenômenos resolvidos do Respostas ao Impossível já sabe: que o pensamento não se origina em nós mesmos, mas em uma área fora de nosso corpo, e que o pensamento se dirige para nós mais rapidamente quando estamos com uma quantidade pequena de energia em nosso corpo.
Sabe ainda que: as crianças possuem pouca energia em seu corpo, tanto que recebem pensamentos que não são seus, e até conversam com seres invisíveis, os quais nós adultos pensamos que não passa de imaginação delas.
E também que pela lei da força gravitacional, que é a própria energia onde estão contidos os pensamentos, eles sempre se dirigem de cima para baixo ou na direção de onde há mais energia para onde há menor quantidade

Resposta ao enigma:

pregnant3.jpg

Os bebês gerados pelas mulheres permanecem durante os meses de gestação em uma região próxima a do estômago, de onde provém o primeiro sintoma da fome.
As crianças por sua vez já possuem o dom de receber o pensamento, mas que por não terem ainda vivido no mundo normal, ou fora da barriga da mãe, não possuem coordenação nenhuma do que recebem, e sim um monte de formas já definidas pela natureza mas que lhes são introduzidas desordenadamente pela força gravitacional, levando-lhes apenas as imagens que para eles não passam de fantasias, como nos sonhos.
As crianças então passam a brincar com estas fantasias e formas que o mundo dos pensamentos lhes dirige. Mas como pela lei da força gravitacional o pensamento que corre juntamente com a energia passa primeiramente pelo corpo da mãe antes de chegar à criança, todas as imagens que são oferecidas pelo mundo dos pensamentos para as crianças serão também sentidas pelo cérebro da mãe. E como a localização do bebê é próxima ao estômago, elas pensam que é este (o estômago) que está necessitando dos objetos estranhos, mas que na realidade, não passam das figuras emitidas pela atmosfera para os bebês e que estes já podem fantasiar, mesmo antes de nascer.
Os desejos exóticos das futuras mamães portanto, não passam de pequenas brincadeiras realizadas pelas primeiras imaginações de seus bebês.