Make your own free website on Tripod.com
Respostas ao Impossível
Home
Quem Somos
Entenda o Universo
Energia
Regeneração do Fígado
Natureza da Força Gravitacional
Força Descomunal da Formiga
O Mosquito e a Borra do Café
A Origem do Sono
O Mito das Loiras
Filhos ou Filhas, como escolher
A Origem do Pensamento
A Inteligência
A Origem do Amor
Por que mendigos não ficam carecas ?
Os Gênios e os Autistas
A Causa dos Suicídios
A Origem do Vício
O Segredo da Mediunidade
As Grávidas e seus Desejos
O Segredo do Perfume que Emagrece
A Origem do Ciúme
Homens que as Mulheres mais Adoram
O Segredo entre os Vegetais e a Gravidade
Os Verdadeiros Afrodisíacos
Quando a Mulher é mais Carinhosa
O Segredo do Amor Eterno
O Ovo ou a Galinha?
O Segredo da Felicidade
Quem canta, os males espanta.
O Segredo de Nostradamus
A Origem da Forma Humana
O Enigma do Tempo
A Origem do Universo
O Enigma dos Chineses
Vida após a Morte.
Vida Eterna
Origem da Convulsão
O Mármore do Inferno
Efeitos Gravitacionais
Fenômeno Poltergeist
Jovem aos 50
O Mistério do Zodíaco
O Frio dos Mortos
Origem da Premonição
A Origem dos Sonhos
A Causa da Solidão
A Música Divina
Coceiras e Cócegas
Ecosistemas
Homossexualismo
O Milagre
Corpo e Alma
Coca-cola, o segredo.
Origem da Obesidade
A Origem da Sorte
O Poder da Oração
Criação e Evolução
Cristo e Filosofia
Origem da Beleza
O Segredo da Acupuntura
O Número 07
Desafio sobre a Dor
O Enigma dos Destros
Fórmula do Universo
O Segredo das Cores
O Enigma das Árvores
Curtas
Curtas 2
Link Saúde e Doenças
Links Interessantes
Galeria de Gênios
A Música Divina

No universo tudo se converge para o entendimento do conhecimento preexistente aos homens na natureza. Dentro desta convergência surgiu-nos uma pergunta: Qual a origem divina da música?

Postado em 23/01/2004.
Atribui-se a Pitágoras a descoberta das relações musicais existentes. Foi ele quem identificou a relação entre a frequência das vibrações e a altura dos sons. E foi relacionando a distância entre os panetas eseus movimentos que definiu as notas musicais.

Pitágoras distinguia as músicas em três tipos:
- As músicas produzidas por instrumentos musicais. Incluindo as próprias cordas vocais como instrumento.
- A música humana, produzida pelo próprio mas inaudível para o homem, e que indicava a resonância entre corpo e alma, ver nossa página: A Origem do Amor .
- A música mundana, produzida pelo movimento dos astros do universo, e que deixamos de ouvir ao nascer, quando nossa alma sai do paraíso celeste e entra no corpo. Ver nossa página: O Mistério do Zodíaco .

A melhor explicação para o fenômeno musical e suas relações universais, não poderia ter sido melhor descrita por nós do Respostas ao Impossível que por Cícero, escritor romano, que ao escrever um de seus livros sobre política, resolveu descrever a aventura de Cipião ( Scipio ) em um sonho, durante sua estada na África. Ele é chamado por ancestrais e do espaço infinito contempla toda a natureza do universo. E ao ouvir a música vinda do infinito resolve perguntar como este som divino se produz.

Resposta ao enigma:

Esta resposta foi tirada da obra intitulada "Da República", livro VI, capítulo XI, escrita por Marco Túlio Cícero, no século I antes de Cristo.

 

"Quando, por fim, sacudi o letárgico estupor que tal espetáculo me produziu, perguntei: - "Que som doce e intenso é esse que chega aos meus ouvidos?" - "É a harmonia que, a intervalos desiguais, mas sabiamente combinados, produz a impulsão e o movimento das esferas em que, misturando-se os tons agudos com os graves, se produzem acordes e diversos conceitos; não se pode realizar em silêncio tamanho movimento, e a Natureza quis que, quando as notas agudas vibram num lado, as graves ressoem em outro. Por esse motivo, o primeiro mundo sideral, mais rápido na sua evolução, produz um ruído precipitado e estridente, ao passo que a Lua, com seu curso inferior, produz um som grave e lento; a Terra, nono globo, fica imutável e muda no centro do Universo, na região mais baixa, eternamente fixa. Assim, pois, esses oito astros, dois dos quais são tão parecidos, Vênus e Mercúrio, produzem sete sons separados por iguais intervalos, e esse número sete é quase sempre o nó de todas as coisas. Os homens inspirados que, com instrumentos diversos ou com a voz, imitam esses cantos, abrem caminho e procuram ingresso neste sítio, do mesmo modo que os outros, que, mediante seu engenho na vida humana, cultivaram os estudos divinos. Essa harmonia, ressoando nos ouvidos dos homens, ensurdeceu-os sem que chegassem a compreendê-la, e vós, por outra parte, tendes esse sentido pouco desenvolvido. Assim como o Nilo, nos lugares chamados cataratas, se precipita de montes altíssimos e ensurdece as pessoas que se encontram perto daquele lugar com o ruído estridente com que se despenha, assim também não podeis escutar a prodigiosa harmonia do Universo inteiro no seu giro rápido, e não podeis contemplar o Sol de frente, sem que seu esplendor deslumbre vossa vista." Absorto com o que escutava, eu não deixava, por isso, de voltar os olhos com freqüência para a Terra, que se me apresentava ao longe como um ponto.