Make your own free website on Tripod.com
Respostas ao Impossível
Home
Quem Somos
Entenda o Universo
Energia
Regeneração do Fígado
Natureza da Força Gravitacional
Força Descomunal da Formiga
O Mosquito e a Borra do Café
A Origem do Sono
O Mito das Loiras
Filhos ou Filhas, como escolher
A Origem do Pensamento
A Inteligência
A Origem do Amor
Por que mendigos não ficam carecas ?
Os Gênios e os Autistas
A Causa dos Suicídios
A Origem do Vício
O Segredo da Mediunidade
As Grávidas e seus Desejos
O Segredo do Perfume que Emagrece
A Origem do Ciúme
Homens que as Mulheres mais Adoram
O Segredo entre os Vegetais e a Gravidade
Os Verdadeiros Afrodisíacos
Quando a Mulher é mais Carinhosa
O Segredo do Amor Eterno
O Ovo ou a Galinha?
O Segredo da Felicidade
Quem canta, os males espanta.
O Segredo de Nostradamus
A Origem da Forma Humana
O Enigma do Tempo
A Origem do Universo
O Enigma dos Chineses
Vida após a Morte.
Vida Eterna
Origem da Convulsão
O Mármore do Inferno
Efeitos Gravitacionais
Fenômeno Poltergeist
Jovem aos 50
O Mistério do Zodíaco
O Frio dos Mortos
Origem da Premonição
A Origem dos Sonhos
A Causa da Solidão
A Música Divina
Coceiras e Cócegas
Ecosistemas
Homossexualismo
O Milagre
Corpo e Alma
Coca-cola, o segredo.
Origem da Obesidade
A Origem da Sorte
O Poder da Oração
Criação e Evolução
Cristo e Filosofia
Origem da Beleza
O Segredo da Acupuntura
O Número 07
Desafio sobre a Dor
O Enigma dos Destros
Fórmula do Universo
O Segredo das Cores
O Enigma das Árvores
Curtas
Curtas 2
Link Saúde e Doenças
Links Interessantes
Galeria de Gênios
Efeitos Gravitacionais

Qual o efeito da força gravitacional no corpo humano ?

04/08/2003
Para entender o efeito da força gravitacional sobre o corpo dos seres humanos é bom ler nossa página anterior Natureza da Força Gravitacional .

O efeito da força gravitacional no corpo humano decerto foi sentido por Ekidu, amigo de Gilgamés, rei de Uruk na Babilônia, hoje Iraque. Veja o poema que ele escreveu e entenda que há muitos mistérios que a ciência precisa desvendar.

Poema de Gilgamés

"Ela me falou:
Olha para baixo sobre a Terra!
Que aspecto tem?
Olha para o mar!
Como te parece?
E a Terra era como uma montanha, e o mar como uma poça d'água.
E novamente voou ela mais alto e me falou:
Olha para baixo sobre a Terra!
Que aspecto tem?
Olha sobre o mar!
Como te parece?
E a Terra era como um jardim, e o mar como um córrego.
E voou além:
Olha para baixo sobre a Terra!
Que aspecto tem?
Olha sobre o mar!
Como te parece:
E a Terra parecia um mingau de farinha, e o mar era como uma barrica d'água"

Gilgamés viveu cerca de 3000 anos antes de Cristo, e este poema faz parte de um relato sobre um dilúvio que houve sobre a Terra, e que deuses advertiram sobre a catástrofe. A viagem descrita foi feita por Ekidu a Gilgamés que segundo o mesmo, voou nas garras de bronze de uma águia.

Resposta ao enigma:

Os efeitos da força gravitacional comuns são os que já sentimos no dia a dia, como o peso de nossos corpos e das coisas que nos rodeiam em relação à terra. Mas o que mais se estuda e onde são gastos bilhões de dólares pela comunidade científica mundial são os efeitos da falta da força gravitacional sobre os elementos.

Ao ler o texto sobre a Natureza da Força Gravitacional, entendemos facilmente que quanto mais alto voamos em relação ao solo terrestre, mais energia encontraremos à nossa volta, e menor ausência da força gravitacional.

Estando com mais energia ao nosso redor, relativamente ao ambiente estaremos com menos energia que aqui na terra, e como explicamos em textos anteriores, durante o percurso de nossa vida, ao chegar à velhice, vamos perdendo energia até perdê-la totalmente, quando chegamos à morte.

Os efeitos da ausência da força gravitacional no corpo do ser humano, causa os mesmos efeitos que sentimos na velhice, como por exemplo, se temos tendência a alguma doença que chegaria muito mais tarde a afetar nossos corpos, estas se adiantarão. Um dos exemplos mais comuns é a osteosporose, doença que se caracteriza pela fragilidade dos ossos, com diminuição de massa óssea e conseqüente aumento do risco de fraturas, e que normalmente atinge pessoas idosas.

Nota: aproveite e entenda um pouco mais sobre osteosporose dando um passeio virtual no site: http://uddo.com/osteoporose/main.htm .