Make your own free website on Tripod.com
Respostas ao Impossível
Home
Quem Somos
Entenda o Universo
Energia
Regeneração do Fígado
Natureza da Força Gravitacional
Força Descomunal da Formiga
O Mosquito e a Borra do Café
A Origem do Sono
O Mito das Loiras
Filhos ou Filhas, como escolher
A Origem do Pensamento
A Inteligência
A Origem do Amor
Por que mendigos não ficam carecas ?
Os Gênios e os Autistas
A Causa dos Suicídios
A Origem do Vício
O Segredo da Mediunidade
As Grávidas e seus Desejos
O Segredo do Perfume que Emagrece
A Origem do Ciúme
Homens que as Mulheres mais Adoram
O Segredo entre os Vegetais e a Gravidade
Os Verdadeiros Afrodisíacos
Quando a Mulher é mais Carinhosa
O Segredo do Amor Eterno
O Ovo ou a Galinha?
O Segredo da Felicidade
Quem canta, os males espanta.
O Segredo de Nostradamus
A Origem da Forma Humana
O Enigma do Tempo
A Origem do Universo
O Enigma dos Chineses
Vida após a Morte.
Vida Eterna
Origem da Convulsão
O Mármore do Inferno
Efeitos Gravitacionais
Fenômeno Poltergeist
Jovem aos 50
O Mistério do Zodíaco
O Frio dos Mortos
Origem da Premonição
A Origem dos Sonhos
A Causa da Solidão
A Música Divina
Coceiras e Cócegas
Ecosistemas
Homossexualismo
O Milagre
Corpo e Alma
Coca-cola, o segredo.
Origem da Obesidade
A Origem da Sorte
O Poder da Oração
Criação e Evolução
Cristo e Filosofia
Origem da Beleza
O Segredo da Acupuntura
O Número 07
Desafio sobre a Dor
O Enigma dos Destros
Fórmula do Universo
O Segredo das Cores
O Enigma das Árvores
Curtas
Curtas 2
Link Saúde e Doenças
Links Interessantes
Galeria de Gênios

Cristo e Filosofia

A pergunta enviada ao nosso site para a resposta que vamos dar foi a seguinte: Por que Jesus Cristo escolheu os mais pobres se ele tinha o poder de se juntar ao mais ricos ?

Postada em 06/12/2004:

Vamos começar por um pequeno trecho bíblico:
"Jesus estava em Jerusalém durante a festa da Páscoa. Vendo os sinais que ele fazia, muitos acreditaram no seu nome. Mas Jesus não confiava neles, pois conhecia a todos. Ele não precisava de informações a respeito de ninguém, porque conhecia o homem por dentro" (Jo 2,23-25).

Cristo passou trinta anos de sua vida apenas estudando, adquirindo conhecimentos que lhe levaram a seguinte conclusão: "devemos acumular tesouros nos céus, por que lá ninguém, nem ladrão rouba, nem a traça corroi".

Vejamos também um pouco da Filosofia Budista: "O homem é extremamente egoísta, esquece a riquesa espiritual e se liga totalmente aos bens materiais. É tão egoista que até na hora da morte, pede para não morrer".

E o que diz a Filosofia Seicho-No-Ie: "Devemos, através do conhecimento espiritual manter a mente rica, quando temos a mente rica em bens espirituais, as riquesas materiais se juntam em torno dela".

Na época em que Cristo surgiu, o mundo passava por uma grande e equivocada evolução política, nada diferente do que está contecendo agora no ano de 2004. O homem se ligava totalmente aos bens materiais, e quanto mais poder tinha sobre eles, mais sua alma se dividia entre seus bens, tornando-a enfraquecida, pobre em conhecimento da sua própria origem, fazendo com que ele perdesse o caminho de volta para casa.

Vendo a mundo político atual, sabemos que o dinheiro dos que trabalham, e que clamam por um mundo social melhor, não retorna em forma de hospitais e bom atendimento médico, fazendo com que milhões de pessoas morram anualmente assassinadas por quem tem o poder e a cobiça. Não retorna em forma de escola e conhecimento para que o poder da sabedoria nos cidadãos não enxergue a bandidagem, atrás dos muros do poder.

O que Cristo sabia e que a maioria dos seres humanos não, é que quanto mais bens materiais adquiridos por cobiça e não por necessidade, mais a alma se divide, e quanto mais a alma se divide, ao voltar a sua origem, volta diluída, e ao retornar a Terra, em seu ciclo constante e eterno, não voltará com a mesma forma completa de um ser humano, será dividida e distribuída em pequenos seres.

Cristo na realidade não escolheu os mais pobres, mais os mais ricos em bens espirituais, pessoas com as suas almas completas, livres dos grilhões dos bens materiais, onde a riqueza está na alma, onde o conhecimento mais fácil se concentra e se reproduz, por isso seus dizeres se espalham até hoje, através de pessoas felizes e que oram por esta felicidade. E continuarão eternamente a se desenvolver, para o bem da humanidade, em sua volta para sua casa de origem, a casa do Pai.