Make your own free website on Tripod.com
Respostas ao Impossível
Home
Quem Somos
Entenda o Universo
Energia
Regeneração do Fígado
Natureza da Força Gravitacional
Força Descomunal da Formiga
O Mosquito e a Borra do Café
A Origem do Sono
O Mito das Loiras
Filhos ou Filhas, como escolher
A Origem do Pensamento
A Inteligência
A Origem do Amor
Por que mendigos não ficam carecas ?
Os Gênios e os Autistas
A Causa dos Suicídios
A Origem do Vício
O Segredo da Mediunidade
As Grávidas e seus Desejos
O Segredo do Perfume que Emagrece
A Origem do Ciúme
Homens que as Mulheres mais Adoram
O Segredo entre os Vegetais e a Gravidade
Os Verdadeiros Afrodisíacos
Quando a Mulher é mais Carinhosa
O Segredo do Amor Eterno
O Ovo ou a Galinha?
O Segredo da Felicidade
Quem canta, os males espanta.
O Segredo de Nostradamus
A Origem da Forma Humana
O Enigma do Tempo
A Origem do Universo
O Enigma dos Chineses
Vida após a Morte.
Vida Eterna
Origem da Convulsão
O Mármore do Inferno
Efeitos Gravitacionais
Fenômeno Poltergeist
Jovem aos 50
O Mistério do Zodíaco
O Frio dos Mortos
Origem da Premonição
A Origem dos Sonhos
A Causa da Solidão
A Música Divina
Coceiras e Cócegas
Ecosistemas
Homossexualismo
O Milagre
Corpo e Alma
Coca-cola, o segredo.
Origem da Obesidade
A Origem da Sorte
O Poder da Oração
Criação e Evolução
Cristo e Filosofia
Origem da Beleza
O Segredo da Acupuntura
O Número 07
Desafio sobre a Dor
O Enigma dos Destros
Fórmula do Universo
O Segredo das Cores
O Enigma das Árvores
Curtas
Curtas 2
Link Saúde e Doenças
Links Interessantes
Galeria de Gênios
O Frio dos Mortos

Ao assistir o filme "O Sexto Sentido", estrelado pelos atores Haley Joel Osment e Bruce Willis, produzido em 1999 nos EUA, um de nossos leitores ficou muito curioso ao perceber que os mortos que se aproximavam do garotinho Haley, causavam muito frio, e da mesma forma isto acontecia em outros filmes que já havia visto, assim como em contos de livros que já havia lido. Afinal, por que as almas dos mortos causam frio a sua volta?

Postada em 02/11/2003 (Dia dos Mortos).
A teoria que o Respostas ao Impossível usa para responder estas questões, é a descrita no livro "A Origem Divina de Todas as Coisas", de William Fiel, Editora Thesaurus - DF.
Filosoficamente, William consegue chegar através de cálculos matemáticos a várias definições sobre a quantidade de energia dos elementos. Você pode ver agora na página deste site intitulada Energia uma tabelinha de cor verde, com algumas conclusões destes cálculos.

Podemos chegar a definição de qualquer enigma do universo através desta pequena tabela. E neste caso específico, veja a seguinte definição: Onde há muita energia, há também muito frio. Onde há pouca energia, há muito calor.

Resposta ao enigma:

Para entender melhor a resposta precisamos voltar há dez mil anos atrás, na época em que o conhecimento se baseava na verdade sobre os deuses e semideuses que criaram o mundo e sociedade em que vivemos.
Lá dizia o poeta Ovídio, que a Noite, mãe do Sono e do Falecimento, habitava além do país dos cimérios que o Sol jamais ilumina. Nela os galos nunca anunciaram a volta da aurora. Os cães e os gansos que vigiam as casas nunca turbaram com seus gritos o silêncio que reina eterno.

Nesta época fabulosa de poesias eternas e encantos nunca vistos, também se sabia que a Morte, irmão gêmeo do Sono, era implacável, mesmo tendo sido ludibriado poucas vezes, como aconteceu com Sísifo, que burlou a Morte acorrentando-a de tal modo que ningém morria na terra. Mas foi punido pelo Deus Marte, que o levou ao inferno após livrar a Morte, para continuar a ordem no universo.

Os castigos para os pecadores no inferno são severos e eternos. Sísifo por exemplo tinha o dever de rolar uma grossa pedra até o pico de uma montanha, mas sempre que chegava próximo, uma força maior fazia com que a pedra rolasse até o chão, e novamente ele se esforçava para tentar levá-la até o pico da montanha.
Para as Denaides, protagonistas de um belíssimo poema em que matavam seus maridos, pelo pecado foram condenadas a carregar jarros de água de uma fonte e encher um poço sem fundo.

Através da mitologia grega, sabe-se que o inferno, formado pelos rios Estige e o Aqueronte tem um vigia, um barqueiro chamado Caronte, que escolhe os mortos que serão levados ao seu eterno lar na escuridão. Ao chegar do outro lado, os mortos condenados ao inferno encontram o cão vigia de Caronte, chamado Cérbero, que tem três cabeças, e que impede qualquer das almas de voltar ao mundo normal.

Ao longo de toda a sua história o homem sempre soube que o inferno é um lugar onde impera o calor, que queima enxofre eternamente. E isso não difere de toda a teoria descrita aqui nestas páginas.

Conforme a Teoria de William, lugares quentes, como o inferno, tem pouquíssima energia, portanto o Céu, contrário ao inferno tem muita energia, e por isso muito frio.
Se a alma dos mortos que se destinam ao inferno não podem voltar, impedidas por Caronte e seu cão Cérbero, não se pode dizer o mesmo das almas que vão para o céu, as quais Deus sempre dá uma outra oportunidade. São almas não pecadoras, normalmente vítimas de algum maltrato, mas que simplesmente não conseguiram achar seu aposento no céu. Ao voltarem a terra para pedir ajuda, trazem o frio celeste consigo, causando o tremor de quem as vê ou se aproxima.